78,2% é o balanço nacional da adesão no primeiro dia de greve

Os números falam por si.

De norte a sul do país, e também nas ilhas dos Açores e da Madeira, os enfermeiros responderam ao apelo das quatro estruturas sindicais e voltaram a dizer ao Governo que “palavra dada é palavra honrada” (sic António Costa) e, por isso, os compromissos assumidos em sede de Protocolo Negocial para a alteração da Carreira de Enfermagem são para cumprir.

Hoje concretiza-se o segundo dia de greve e, estamos certos, que a adesão à greve continuará a ser muito forte.

E, porque o Governo na reunião de 18 de setembro afirmou ir ponderar a apresentação de uma nova proposta, os quatro sindicatos – SEP, SERAM, SINDEPOR e ASPE – na conferência de imprensa que agendaram para hoje, 21 de setembro, às 16 horas, não só farão o balanço destes dois dias de greve como anunciarão novas formas de luta.

Todos, com a nossa luta, pressionamos o Governo a ponderar mais e melhor, não só relativamente à alteração da Carreira de Enfermagem, mas também sobre a admissão de mais enfermeiros, a contagem justa e correta dos pontos para efeitos de progressão e a atribuição do suplemento aos enfermeiros especialistas que ainda não receberam.