A meio de um processo de luta que envolve 6 dias de greve, 
concentrações e uma manifestação, a reunião de 12 de Outubro com o Ministério da Saúde 
nada acrescentou.

Depois de:

  • a 10 de outubro, o Ministro da Saúde ter afirmado que as reivindicações dos enfermeiros eram “justas”;
  • o Primeiro-ministro ter dito que “o governo não tem qualquer problema em decidir quando as reivindicações são justas, sensatas e possíveis”.

Reunimos a 12 de outubro com o Ministério da Saúde e percebemos que não apresentam qualquer proposta, nem anunciam qualquer evolução de posição. ABSOLUTAMENTE NADA!

Assumem que vão agendar uma reunião de decisão política no mais curto espaço de tempo, mas… não dizem quando.

 

Colega, dá visibilidade à tua revolta –

adere à greve da próxima semana

COM MANIFESTAÇÃO NACIONAL A 19 DE OUTUBRO